Sprocket: HP usa emoção para convencer você a voltar a ter fotos em papel

A empresa anunciou no começo de setembro, a nova impressora em miniatura Sprocket. O produto foi lançado com o objetivo de trazer imagens que antes só ficariam nas redes sociais para o mundo real. A Sprocket não utiliza cartuchos de tinta, como as tradicionais impressoras da fabricante?. No lugar, ela traz um sistema de sublimação que fixa a imagem direto no papel. O material é adesivo e permite que você fixe a traseira e paredes ou cadernos, por exemplo. O funcionamento é dinâmico. Com o aplicativo da Sprocket baixado, você tira uma foto e, além de compartilhar nas redes, pode enviar o arquivo para a pequena impressora, que cabe na palma da mão. Em questão de segundos, o retrato está pronto.

De acordo com o chefe da divisão de home printing da HP, Marcelo Bonassi, o público da Sprocket é o jovem millenial, de uma geração que redescobriu a utilidade da foto no papel. Tanto que um dos slogans do produto é justamente "#reinventememorias". "Materializar a emoção é super importante para as pessoas. Todo mundo quer guardar as coisas boas da vida", explica o executivo. Segundo ele, conectividade e entretenimento são as direções que a HP deve seguir com esse produto e nos próximos anos. E ele tem experiência própria no assunto. "Teve um dia que cheguei em casa e vi que o quarto da minha filha estava cheio de fotos coladas em forma de árvore. Eles gostam de ter o ambiente rodado das emoções deles", relata.

Mas isso não significa que só os jovens podem aproveitar o resultado da impressão. "Minha mãe tem mais idade e às vezes o celular não é um negócio tão legal para ver as fotos", complementa Bonassi.

E se os consumidores só comprarem o produto, usarem uma vez e deixarem de lado? A HP acredita que isso não deve acontecer e aposta na plataforma que envolve o produto. Segundo Marcelo, aplicativos "cada vez mais inovadores" devem manter a sobrevida do aparelho.

 

https://www.techtudo.com.br/noticias/2017/08/hp-sprocket-impressora-fotografica-portatil-chega-ao-brasil.ghtml