São Paulo tem 45 empresas entre as 100 PMEs que mais cresceram no Brasil, segundo a Deloitte

Evento que apresentou o estudo “As PMEs que Mais Crescem no Brasil” teve apoio da Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista, instituição que já auxiliou o crescimento de mais de 1.800 empresas paulistas. Entre as 100 pequenas e médias empresas que compõem a pesquisa “As PMEs que Mais Crescem no Brasil”, realizada e divulgada pela Deloitte no final de setembro, 45 estão localizadas no Estado de São Paulo, área de atuação da Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista. As empresas presentes no estudo apresentaram um crescimento médio anual de 21%, no período de 2014 a 2016. Além de apoiar o evento no qual a pesquisa foi divulgada, a instituição financeira esteve presente para falar sobre a importância do planejamento financeiro e do crédito sustentável para os empreendedores de pequeno e médio portes que pretendem continuar investindo na ampliação e modernização dos seus negócios.

Apesar do cenário de crise na atividade econômica do país, o que garantiu a expansão das companhias listadas no ranking foi a manutenção, ou até a ampliação, de investimentos em áreas importantes, como softwares, máquinas e equipamentos, além do engajamento de muitas delas em práticas de fomento à inovação. O estudo mostra que as PMEs que compõem o ranking focaram seus investimentos na área de tecnologia (80%). E, para garantir a manutenção e estimular o crescimento dos negócios, 89% das companhias participantes da pesquisa adquiriram máquinas e equipamentos, enquanto 88% lançaram novos produtos ou serviços.

“Para que as PMEs cresçam o primeiro passo é estar com a ‘casa arrumada’, ou seja, ter uma boa governança, pois com tudo em ordem fica mais fácil ter acesso ao crédito certo para investir na expansão do negócio. O investimento em inovação também é fundamental para a empresa sair do lugar comum, ganhar escala e se tornar competitiva. Inovar não é só lançar um produto disruptivo, melhorar um processo, por exemplo, também é uma inovação, desta forma, fica mais fácil para uma PME entender que também pode inovar”, disse Álvaro Sedlacek, diretor de negócios da Desenvolve SP.

A pesquisa da Deloiite, produzida há 12 anos em parceria com a revista Exame, retrata como as empresas emergentes que mais cresceram aliam temas de maior impacto sobre os negócios – tais como gestão, governança corporativa, capital humano, empreendedorismo, inovação e finanças – aos desafios impostos pelas condições macroeconômicas brasileiras. “Um dos fatores para o sucesso das empresas que, conforme indica a pesquisa, conseguiram crescer de modo acelerado nos últimos anos, foi a adoção de práticas ligadas à inovação, para buscar competitividade, o que envolve desde a revisão de processos ao desenvolvimento de novos produtos”, avalia Othon Almeida, sócio-líder de Market Development da Deloitte.